sábado, 4 de dezembro de 2010

Como evitar fugas do seu formigário? - How to avoid escaping from your formicarium?

Olá pessoal, ainda não comprei a minha câmera para tirar fotos decentes da minhas meninas, então vou continuar postando dicas úteis para criadores de formigas.

Essas dicas foram retiradas do blog do amigo "Damon" do blog formigóides (meu parceiro), tem muitas idéias interessantes para evitar que as fujonas escapem.


Por serem muito pequenas, as formigas podem acabar passando pelas maioria das telas encontradas a venda por ai ou abrindo buraco pelos panos e pedaços de papel! Vedar totalmente o terrário (leia-se formigário)  as vezes pode até dar certo para algumas espécies. O problema surge quando você precisar abrir para alimentar ou fazer a limpeza. Então como podem ser feitas as barreiras para evitar fugas?
Infelizmente não existe nenhum sistema 100% contra fugas, mas existem algumas opções que funcionam na maioria das vezes:

Vaselina


Esse é provavelmente o mais popular tipo de barreira para evitar fugas de insetos, mas para formigas, a vaselina pura normalmente não funciona como deveria. Para ter um resultado realmente interessante, o ideal seria misturá-la com óleo. O óleo é muitas vezes utilizado sozinho, mas o interessante dessa mistura é que o óleo fica mais espesso e não escorre tão facilmente, sem falar que o cheiro não fica tão forte.

Parafina


O interessante da parafina é que ela funciona como um repelente para formigas. Utiliza-se uma camada de parafina líquida que tem por vantagem ser transparente e inodora.

Óleo


Pode ser utilizado tanto o vegetal como o mineral, mas o ideal ainda seria o mineral, pois ele não se degrada com o tempo, e os vegetais além de possuirem cheiro, com o tempo podem dar fungo, o que seria extremamente indesejado em uma colônia, mas que pode ser utilizado por pouco tempo, em casos de emergência.
É sempre importante fazer uma camada fina, para evitar que o óleo escorra para o ninho e ficar sempre de olho, pois com o tempo as formigas acabam depositando sedimentos por cima do óleo, o que acaba por funcionar como ponte para fugas.




Água


Uma técnica bem interessante. Formigas não gostam de água naturalmente por não saberem nadar, então acabam preferindo manter distância.
A técnica seria basicamente de montar o formigueiro como se fosse uma ilha, rodeando-o todo com aguá.O problema dessa técnica é que muitas formigas acabam caindo sem querer na água, o que pode gerar problemas como perda de indivíduos da colônia por afogamento ou até mesmo fugas, visto que quando elas caem na água, a tendência é de tentar sair, e caso consigam, não é garantido que sairão pelo lado do formigueiro. O que pode ser feito são pequenas escadas no formigueiro feitas de tela ou papel para ajudar as formigas a subirem de volta caso caiam.

Talcohol (Talco + Álcool)

    + 

Essa é uma das técnicas mais utilizadas. Consiste de uma mistura de talco com álcool, onde depois de aplicado , o álcool evapora, deixando somente uma fina camada de talco. O talco funciona como uma barreira, impedindo que as formigas consigam aderir nas paredes.A mistura é feita de duas partes de álcool para uma de talco, lembrando que isso não é regra. Procure deixá-lo com consistência líquida e não pastosa, para que realmente tenha efeito. O ideal seria passar uma camada bem fina, pois camadas grossas acabam não funcionando direito. Se for aplicar em terrários fechados, espere até que o álcool tenha evaporado completamente para poder fechar, pois ele pode acabar intoxicando as formigas caso não se tome a devida precaução.Esse sistema é provavelmente o mais seguro citado até agora, utilizado muitas vezes inclusive em terrários que ficam totalmente abertos, mas lembrando que nenhum sistema funciona 100% com todas as espécies, é sempre bom ficar de olho. Com a umidade, ele acaba perdendo a eficácia, sendo bom sempre ficar de olho para ver se ainda está tudo como deveria.
Lembrando sempre que nenhuma técnica é completamente infalível, e com o tempo normalmente vai perdendo a eficácia, tendo que ser feita a manutenção constantemente para evitar fugas.


*Os sistemas descritos aqui, com exceção da agua, devem ser passados pelas bordas internas.

Gostou ? Comente! Odiou? Comente!
Essa é a melhor forma de fazer com que eu me anime para sempre postar mais coisas legais.

3 comentários:

Melk disse...

Olá, Bruno!
O blog estámuito bacana! Estou colocando o link dele lá no meu!
Abração

Thiago disse...

Bom dia Bruno,
o Seu blog esta muito bom, eu ja tirei algumas duvidas lendo seus post.

parabens pelo seu blog.

Att.
Thiago N.

Leonam disse...

Bom dia Bruno,
Agradeço pela visita ao BLOG DO LEONAM - http://leonamsouza.blogspot.com/ O seu ADORO FORMIGAS é muito interessante e educativo e já o estou seguindo. Também já inseri o teu banner. Espero reciprocidade. Forte abraço do Leonam.